Pais, Reajo, Logo Existo

SINTONIA

 

Você já ouviu um rádio fora de estação, cheio de chiado?

Muitas vezes as nossas relações familiares estão assim. E sabem quem são os primeiros a manifestar que algo está desintonizado? As crianças!

No consultório, por exemplo, uma criança trazida com a queixa de agressividade (tirando casos em que há indicador claro) quando investigada mais a fundo, pode-se perceber que muitas vezes há uma muralha na relação dos pais. Agressividade que não está na briga explícita, mas nas atitudes de desinteresse, de respostas ríspidas, da falta de paciência…

Quando trazemos a possibilidade dos pais pensarem mais sobre a relação DELES eles logo se assustam! – “Opa, isso não é meu!”

E é. Somente com o exercício de ajudá-los a sentir o que há de mal resolvido aí.. Pronto! A agressividade da criança vai embora da mesma forma que veio: de repente. 🙌

24 jun 18
Escolhas

COMO EU ME SINTO QUANDO..

Nós, enquanto adultos estamos muito desconectados dos nossos sentimentos. A primeira vontade ao surgir um sentimento incômodo como raiva, tristeza, medo é realmente fugir desse lugar! O que é bom – mas ao mesmo tempo só porque fugimos não significa que ele deixa de existir.

Quase sempre se infiltra e aparece em situações das mais diversas! Lidar com as suas próprias sombras e dificuldades é difícil porém muito libertador. Já que quanto mais saudáveis (emocionalmente falando) formos, poderemos lidar com mais clareza com os sentimentos das nossas crianças!

Por isso o #Escolhas de hoje é o livro (e a coleção inteira!!) da Cornelia Spelman – “Como me sinto quando estou triste”! Alerta fofura porque é:

 

E o mais interessante. Todos os livros vem com instruções claras direcionadas à pais e professores.

Precioso para adultos e crianças aprenderem e re-aprenderem um “básico”!

19 jun 18
Entrevistas

MÃES QUE INSPIRAM!

E na semana do Dia das Mães teve programação mais que especial nas nossas redes sociais!

Escolhi 5 mães inspiradoras – cada uma delas trouxe uma temática PAIXÃO, CRIATIVIDADE, GENEROSIDADE, LEVEZA, RESPEITO! Tudo isso para podermos compartilhar o supra sumo desses valores tão importantes.

Como diz o ditado “As mulheres são como as águas, crescem quando se encontram!” Por isso convido você a ler cada uma dessas respostas e pensar também como inspirar esses valores na sua casa.

As entrevistas completas estão no Instagram e na nossa FanPage!

 

29 maio 18
Up