Escolhas

TITINA ATELIER

A fantasia é um elemento muito lúdico! Poder ser o Homem Aranha ou se sentir a cindera por um dia é muito mágico né? A imaginação da criançada vai longe! Desde que encontrei o Atelier Titina no Elo7 me apaixonei! As fantasias tem aquela carinha de feitas por uma avó ou tia habilidosa já que são muito mais artesanais. Para o nosso #escolhas hoje vamos de Titina! <3

 

26 mar 19
Escolhas

LIVROS DIFERENTÕES: TAKE OVER NANDA

A Nanda é dessas pessoas especiais que a gente guarda no coração. Além de graduanda em Pedagogia pela UDESC, ela é mamãe da Angelina, Doula e Professora de Dança Materna!

Chamei ela para dar dicas de livros e aproveitando que estamos em BLACK FRIDAY acho que conseguimos bons descontos! No Instagram você acompanha os vídeos no IGTV de tuuuudo que ela recomendou!!!!

TÍTULOS:

 

Ah se a gente não precisasse dormir – Keith Haring 

Lets Make Some Great Art 

O livro da Nina para guardar pequenas Coisas  

Este Não é um Livro de Princesas – Blandina Franco 

Frida Kahlo para meninos e meninas 

As Cientistas 

Histórias de Ninar para Garotas Rebeldes 

Gatola da Cartola – Dr. Seuss 

Bichos Tipograficos – Aranha Aranha Aranha 

O Cravo e a Rosa – Silvo Romero 

Meu Livrinho Musical (piano)

Cantar Cantando – Francisca Cavalcante 

A colher da Princesa 

Conte Outra Vez (ContosRitmicos) – Karin Stasch 

O grande Rabanete 

A árvore Generosa – Shel Silverstein 

Fuja do Garabuja 

Passarinhos do Brasil – Lalau e Laura Beatriz 

Brasileirinhos – Lalau e Laura Beatriz

História do Monstro Khátpy (*Somente na Amazon)

Elefante e a Porquinha – Meu Amigo está Triste 

A filha do Grúfulo 

O Grúfalo 

A carona na Vassoura 

The Snail and The Whale

As Doze Lendas Brasileiras – Clarice Lispector

Morango Sardento – Julienne Moore 

Morango Sardento e o Valentão da Escola – Julienne Moore 

Racismo/Representacao – O amigo do Rei – Ruth Rocha , O cabelo de Lelê, Minha mãe é preta sim , Meninas Negras

Mamãe Zangada

 

 

 

22 nov 18
Escolhas

COMO EU ME SINTO QUANDO..

Nós, enquanto adultos estamos muito desconectados dos nossos sentimentos. A primeira vontade ao surgir um sentimento incômodo como raiva, tristeza, medo é realmente fugir desse lugar! O que é bom – mas ao mesmo tempo só porque fugimos não significa que ele deixa de existir.

Quase sempre se infiltra e aparece em situações das mais diversas! Lidar com as suas próprias sombras e dificuldades é difícil porém muito libertador. Já que quanto mais saudáveis (emocionalmente falando) formos, poderemos lidar com mais clareza com os sentimentos das nossas crianças!

Por isso o #Escolhas de hoje é o livro (e a coleção inteira!!) da Cornelia Spelman – “Como me sinto quando estou triste”! Alerta fofura porque é:

 

E o mais interessante. Todos os livros vem com instruções claras direcionadas à pais e professores.

Precioso para adultos e crianças aprenderem e re-aprenderem um “básico”!

19 jun 18
Up